Efeitos da gessagem e da adubação boratada sobre os componentes de produção da cultura do amendoim

Autores

  • José Salvador Simoneti Foloni
  • Alexandrius de Moraes Barbosa
  • Tiago Aranda Catuchi
  • Juliano Carlos Calonego
  • Carlos Sérgio Tiritan
  • Júlio Cesar Dominato
  • José Eduardo Creste

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v15i2.11419

Palavras-chave:

Arachis hypogaea, cálcio, boro

Resumo


O cultivo do amendoim normalmente é realizado em áreas de renovação de canavial, cujos solos comumente apresentam-se exauridos após os sucessivos cortes de cana, sendo que a exaustão é mais intensa em solos arenosos tropicais, acarretando em baixos teores de cátions básicos (Ca) e micronutrientes (B). Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da gessagem e da adubação boratada sobre os componentes de produção da cultura do amendoim. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com os tratamentos arranjados em parcelas subdivididas, nas parcelas foram realizadas gessagem em superfície na quantidade de 0; 0,5; 1,0 e 2,0 Mg ha-1, e nas sub-parcelas foram realizadas pulverizações foliares com 0; 0,5; 1,0 e 2,0 kg ha-1 de B com a fonte ácido bórico. Aos 122 dias após a semeadura no estádio de maturação fisiológica dos grãos foi avaliada a produtividade de vagens e de grãos, o rendimento (%), número de vagens por planta, número de grãos por vagem e massa de 100 grãos. Não houve efeitos significativos da aplicação de gesso agrícola em superfície sobre os componentes de produção do amendoim. A adubação boratada promoveu incrementos sobre o número de vagens por planta, produtividade de vagens e produtividade de grãos, sendo que os melhores desempenhos produtivos do amendoim se deram com as doses entre 1,0 e 1,1 kg ha-1 de B.

Downloads

Publicado

05-07-2016

Como Citar

FOLONI, J. S. S.; BARBOSA, A. de M.; CATUCHI, T. A.; CALONEGO, J. C.; TIRITAN, C. S.; DOMINATO, J. C.; CRESTE, J. E. Efeitos da gessagem e da adubação boratada sobre os componentes de produção da cultura do amendoim. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 202–208, 2016. DOI: 10.18188/sap.v15i2.11419. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/11419. Acesso em: 29 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos