Redução no tombamento de Fusarium sp. em plântulas de beterraba, pelo tratamento das sementes com óleo essencial de Aloysia citriodora Palau

Autores

  • Álvaro Rodrigo Freddo
  • Sérgio Miguel Mazaro
  • Maristela dos Santos Rey Borin
  • Cleverson Busso
  • Flávio Endrigo Cechin
  • Ivan Carlos Zorzzi
  • Nean Locatelli Dalacosta
  • Adriano Lewandowski

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v15i4.13451

Palavras-chave:

Beta vulgaris L., fitopatologia, plantas medicinais, Verbenaceae.

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo principal, avaliar o potencial do uso do óleo essencial de Aloysia citriodora na indução de resistência em plântulas de beterraba ao tombamento causado por Fusarium sp. O trabalho foi realizado por meio do tratamento das sementes com concentrações (0,0625%; 0,125% e 0,25%) do óleo essencial de A. citriodora em água destilada mais espalhante adesivo Tween 80® (0,5%) e o tratamento testemunha (água destilada mais espalhante adesivo Tween 80® a 0,5%). As sementes, após tratadas com o óleo essencial, foram semeadas em substrato inoculado com Fusarium sp. Avaliou-se após 14 dias de implantação do experimento: a porcentagem de emergência aos 4 e 14 dias; a incidência de tombamentos de plântulas de pós-emergência; a massa verde; o comprimento de plântulas e análises bioquímicas dos tecidos vegetais (teor de proteínas totais, atividade enzimática de peroxidases, fenilalanina amônia-liase, β-1,3-glucanases e quitinases). Os resultados obtidos permitiram concluir que o óleo essencial desta planta aplicado nas sementes, diminuiu o tombamento causado por Fusarium sp. e induziu mecanismos bioquímicos de resistência, pelo aumento da atividade enzimática de peroxidases.

Downloads

Publicado

07-12-2016

Como Citar

FREDDO, Álvaro R.; MAZARO, S. M.; BORIN, M. dos S. R.; BUSSO, C.; CECHIN, F. E.; ZORZZI, I. C.; DALACOSTA, N. L.; LEWANDOWSKI, A. Redução no tombamento de Fusarium sp. em plântulas de beterraba, pelo tratamento das sementes com óleo essencial de Aloysia citriodora Palau. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 15, n. 4, p. 453–459, 2016. DOI: 10.18188/sap.v15i4.13451. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/13451. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Científicos