Quantidade de árvores cubadas de pinho no ajuste de equações volumétricas regionais

Autores

  • Valdir Carlos Lima de Andrade Universidade Federal do Tocantins - UFT Curso de Engenharia Florestal http://orcid.org/0000-0002-5559-9124
  • Thaís Schmitt Curso de Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais - UFT

Palavras-chave:

Cubagem por Huber, biometria florestal, volumetria.

Resumo


No ajuste de modelos volumétricos regionais se relaciona o volume de árvores individuais com o diâmetro e altura destas, o que é necessário conhecer o volume real de madeira das árvores. Isso exige o emprego de um método de cubagem rigorosa em algumas árvores selecionadas em diferentes classes diamétricas na população em que se visa gerar uma equação volumétrica. Assim, a partir de uma amostra com 50 árvores cubadas de pinho, foram gerados alguns bancos de dados contendo diferentes quantidades de árvores cubadas em diferentes amplitudes de classes diamétricas, com o objetivo de avaliar o ajuste de modelos volumétricos regionais nestes diferentes dados de cubagem. Para isso, foram utilizados os critérios estatísticos: coeficiente de determinação ajustado, erro padrão residual e análise gráfica de resíduos. Concluiu-se por dois modelos volumétricos como de melhores ajustes. Também, concluiu-se que: se deve utilizar um banco de dados contendo cinco árvores cubadas por classe diamétrica com a amplitude de 3 cm cada; que, dentre os modelos usuais no Brasil, o modelo de Takata se sobressaiu ao modelo de Schumacher e Hall; e que o modelo selecionado deve ser ajustado sem o coeficiente.

Biografia do Autor

Valdir Carlos Lima de Andrade, Universidade Federal do Tocantins - UFT Curso de Engenharia Florestal

Engº Florestal e Mestre em Ciências Florestaia pela UFV. Doutor em Engenharia Florestal pela UFLA.Profº Adjunto do Curso de Engª Florestal da UFT e do Curso de Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais da UFT.Atuação em Mensuração e Inventário Florestal.

Thaís Schmitt, Curso de Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais - UFT

Engª Florestal e Mestre em Ciências Florestaia e Ambientais pela UFTAtuação em Mensuração e Inventário Florestal,

Downloads

Publicado

24-11-2018

Como Citar

ANDRADE, V. C. L. de; SCHMITT, T. Quantidade de árvores cubadas de pinho no ajuste de equações volumétricas regionais. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 17, n. 3, p. 344–351, 2018. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/20149. Acesso em: 24 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos