Comercialização e aspectos higiênico-sanitários do pescado em feiras livres no agreste paraibano

Autores

  • Natalí Estevão da Cruz Universidade Federal da Paraíba
  • Veruska Dilyanne Silva Gomes Universidade Federal da Paraíba
  • Erivaldo da Silva Justino Universidade Federal da Paraíba
  • Evandra da Silva Justino Universidade Federal da Paraíba

Resumo


A feira livre é uma forma de comércio ao ar livre, com periodicidade semanal, onde estão disponíveis produtos diversos, sendo o pescado amplamente comercializado. Apesar das feiras desempenharem um importante papel socioeconômico, a falta de fiscalização e cuidados com a manipulação dos alimentos perecíveis comercializados pode vir a trazer consequências indesejáveis ao consumidor. Diante do exposto, objetivou-se com o presente trabalho caracterizar aspectos comerciais e higiênico-sanitários do pescado em feiras livres em três municípios do agreste paraibano. Os dados foram coletados a partir de questionários previamente elaborados aplicados aos comerciantes, nas feiras livres dos municípios de Bananeiras, Solânea e Belém. Foram avaliados aspectos comerciais (espécies de pescado, cortes, preço, espécie mais vendida e volume de vendas) e higiênico-sanitários (condições de armazenamento, higiene dos utensílios e manipulação do pescado). Foram comercializadas 23 espécies de pescado nas três feiras livres, das quais, 13 são espécies de água salgada e 10 são peixes de água doce. O principal corte praticado foi inteiro/eviscerado e a tilápia é a espécie mais comercializada. Os preços praticados variaram entre R$ 20,00 para venda do dourado e R$ 12,00 para piaba, traíra e tilápia. O uso de equipamentos individuais e  boas práticas de manipulacão de alimentos em feiras não são praticados de forma integral pelos feirantes. As condições higienico-sanitárias nas feiras livres encontram-se insatisfatórias.

Biografia do Autor

Natalí Estevão da Cruz, Universidade Federal da Paraíba

Discente do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba

Veruska Dilyanne Silva Gomes, Universidade Federal da Paraíba

Zootecnista, doutora em Zootecnia,Universidade Federal da Paraíba

Erivaldo da Silva Justino, Universidade Federal da Paraíba

Discente do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba

Evandra da Silva Justino, Universidade Federal da Paraíba

Discente do curso de Licenciatura em Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba

Downloads

Publicado

20-04-2019

Como Citar

CRUZ, N. E. da; GOMES, V. D. S.; JUSTINO, E. da S.; JUSTINO, E. da S. Comercialização e aspectos higiênico-sanitários do pescado em feiras livres no agreste paraibano. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 76–81, 2019. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/20756. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos