Esterco bovino e bactérias condicionadoras de solo no desenvolvimento inicial de plantas de gergelim

Autores

  • Leandro Alves Pinto Universidade Federal do Cariri -UFCA
  • Marcos Silva Tavares Universidade Federal do Cariri -UFCA
  • Antonio Alves Pinto Universidade Federal do Cariri -UFCA
  • Felipe Thomaz da Camara Professor Dr. da Universidade Federal do Cariri-UFCA

Resumo


A adubação orgânica viabiliza macro e micronutrientes requeridos pelas plantas, maximizando a prodotividade; o uso de microorganismos na agricultura tem ascensão devido à demanda por conscientização ambiental, reduzindo o consumo de insumos agrícolas tradicionais. O gergelim é uma espécie de alto valor econômico, sendo o cultivo destinado a alimentação humana, fabricação de tortas, além, da produção de biodiesel. Diante do exposto, objetivou-se com o presente trabalho avaliar o esterco bovino e bactérias condicionadoras de solo no desenvolvimento inicial de plantas de gergelim cv. BRS Seda. O experimento foi realizado em casa de vegetação na Universidade Federal do Cariri (UFCA). O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2 (100% solo e 50% solo + 50% esterco bovino x com e sem bactérias condicionadoras), contendo sete repetições com duas plântulas cada. A semeadura foi realizada em 10/05/2018, com cinco sementes por vaso (3,6 L). No momento da semeadura foram aplicados os produtos contendo as bactérias (AzotoBarvar®, PotaBarvar® e PhosfoBarvar). Ao décimo dia após a semeadura foi realizado o desbaste, deixando duas plântulas por vaso. Cada vaso foi conciderado como sendo uma parcela, no qual foram conduzidas duas plântulas, uma para análise aos 30 dias após a semeadura (DAS) e outra aos 60 DAS. Aos 30 DAS foram avaliadas a biomassa das plantas e das raízes, altura das plantas, comprimento das raízes e número de folhas por planta. Aos 60 DAS avaliou-se o número de flores por planta. A utilização do esterco bovino mostrou-se eficiente como fonte de nutriente no desenvolvimento inicial de plantas de gergelim. Os produtos comerciais contendo bactérias apresentaram efeito positivo, independente da quantidade de matéria orgânica do substrato. Os produtos comerciais contendo bactérias promovem maior desenvolvimento das plantas de gergelim no período dos 30 a 60 dias após a semeadura.

Downloads

Publicado

20-04-2019

Como Citar

PINTO, L. A.; TAVARES, M. S.; PINTO, A. A.; CAMARA, F. T. da. Esterco bovino e bactérias condicionadoras de solo no desenvolvimento inicial de plantas de gergelim. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 71–75, 2019. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/20966. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos