Produção de matéria seca e propriedades físicas do solo na consorciação milho e braquiária

Autores

  • Edleusa Pereira Seidel
  • Vinicius Mattias
  • Eloisa Mattei
  • Fabio Corbari

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v14i1.8226

Palavras-chave:

integração lavoura-pecuária, matéria orgânica, densidade do solo, porosidade do solo, resistência à penetração.

Resumo


O experimento foi conduzido no ano agrícola de 2010/2011, na Fazenda São Salvador, Localizada no Município de Toledo/PR. O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito do consórcio milho-braquiária (Brachiaria ruzizienses), na produção de matéria seca para manutenção do sistema de plantio direto, bem como nas propriedades físicas do solo. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso. Os tratamentos consistiram de dois sistemas de cultivo de milho: milho solteiro e milho consorciado com Brachiaria ruziziensis, com dez repetições. Cada parcela teve uma área de cem metros quadrados. Foi determinada a produção de matéria seca utilizando um quadrado metálico com área conhecida que foi disposto alternadamente na linha e na entrelinha da cultura do milho, e toda a matéria seca contida no seu interior foram recolhidos e colocados em sacos. Para análise da densidade, macroporosidade, microporosidade e porosidade total, foram coletadas amostras indeformadas em anéis volumétricos em três profundidades. Determinou-se também a resistência do solo a penetração. Os resultados demonstram que o consórcio de braquiária com milho influenciou na quantidade de matéria seca produzida. A produção média estimada de matéria seca do milho consorciado, logo após a colheita, foi de 8.800 kg ha-1,enquanto do milho solteiro cultivado em sistema de plantio direto foi de 6.280 kg ha-1, ou seja, houve um incremento de 40 % (2.520 kg ha-1) na produção de matéria seca com o consórcio. O consórcio de milho com Brachiaria, em um único cultivo, não promoveu melhorias nas propriedades físicas do solo. A resistência a penetração estava acima de 2 MPA em todas as profundidades estudas.

Downloads

Publicado

17-04-2015

Como Citar

SEIDEL, E. P.; MATTIAS, V.; MATTEI, E.; CORBARI, F. Produção de matéria seca e propriedades físicas do solo na consorciação milho e braquiária. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 18–24, 2015. DOI: 10.18188/sap.v14i1.8226. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/8226. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos