Fitodisponibilidade de metais e produção de tifton 85 cultivada com diferentes fontes e doses de zinco

Autores

  • Affonso Celso Gonçalves Junior
  • Herbert Nacke
  • Diego Rodrigo Lambert
  • Lucas Wachholz
  • Daniel Schwantes
  • Juliana Casarin
  • Eduardo Eustáquio Mesquita

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v14i1.8591

Palavras-chave:

Cynodon dactylon, micronutriente, contaminação ambiental.

Resumo


O elemento zinco (Zn) é um micronutriente essencial às plantas, sendo que a adição deste em cultivos pode gerar incremento de produtividade. Em solos brasileiros são frequentes os casos de deficiência de Zn, o que torna necessária a fertilização destas áreas com este nutriente. Porém deve-se destacar que algumas fontes deste micronutriente disponíveis no mercado apresentam em sua composição metais pesados. Este trabalho objetivou estudar o efeito de diferentes fontes e doses de Zn aplicadas na tifton 85 sobre a produção de matéria seca e teores de Zn, fósforo (P), cádmio (Cd), chumbo (Pb) e cromo (Cr) no tecido vegetal e teores de Zn, Cd, Pb e Cr no solo. O experimento foi conduzido em ambiente protegido utilizando-se um Latossolo Vermelho eutrófico (LVe) de textura média. Foram utilizados vasos com o volume de 4 dm3,organizados em delineamento inteiramente casualizado (DIC), sob esquema fatorial (5x4) e três repetições. Os tratamentos foram compostos por cinco fontes de Zn (A, B, C, D, E) e quatro doses do nutriente (0, 2, 4, 6 kg ha-1). Os resultados mostram que não ocorreu acúmulo de Cd, Pb e Cr no tecido foliar e de Cd e Cr no solo. Entre as fontes estudadas, a fonte E gerou maior produção de matéria seca em relação as fontes A, B, C, D. Já a fonte A disponibilizou as maiores concentrações de Zn para a forrageira.

Downloads

Publicado

17-04-2015

Como Citar

GONÇALVES JUNIOR, A. C.; NACKE, H.; LAMBERT, D. R.; WACHHOLZ, L.; SCHWANTES, D.; CASARIN, J.; MESQUITA, E. E. Fitodisponibilidade de metais e produção de tifton 85 cultivada com diferentes fontes e doses de zinco. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 14, n. 1, p. 33–38, 2015. DOI: 10.18188/sap.v14i1.8591. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/8591. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Científicos