Aquisição de uma colhedora combinada de grãos: estudo de viabilidade para a região de Farol, PR, no ano agrícola de 2012

Autores

  • Eduardo Leonel Bottega
  • Fernando Bataglini
  • Antonio Mendes de Oliveira Neto
  • Guilherme Legnani Galan
  • Naiara Guerra

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v14i2.8853

Palavras-chave:

colheita mecanizada, custo, produtividade, soja, milho

Resumo


A mecanização no campo vem aumentando a cada dia e a aquisição de máquinas colhedoras de grãos vem sendo cada vez mais necessária, devido ao aumento das áreas cultivadas. Porém, quando não planejada, esta pode tanto elevar como até mesmo inviabilizar o processo produtivo, pois a mecanização pode representar de 20% a 40% dos custos totais de produção. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi calcular a área mínima cultivada com soja e milho que viabilize a aquisição de uma colhedora combinada de grãos. O trabalho foi realizado no ano de 2013 na região de Farol, PR, abrangendo produtores de soja e milho. Para realizar a estimativa de área mínima foi utilizada uma equação que considera o custo fixo, custo variável, custo da colheita terceirizada e redução de perdas com máquina própria. Diante dos dados médios obtidos na região estudada, concluiu-se que a área mínima cultivada para viabilizar a aquisição de uma colhedora combinada de grãos, na região de Farol, PR, foi de 304,52 hectares.

Downloads

Publicado

19-06-2015

Como Citar

BOTTEGA, E. L.; BATAGLINI, F.; OLIVEIRA NETO, A. M. de; GALAN, G. L.; GUERRA, N. Aquisição de uma colhedora combinada de grãos: estudo de viabilidade para a região de Farol, PR, no ano agrícola de 2012. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 82–88, 2015. DOI: 10.18188/sap.v14i2.8853. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/8853. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos