Atividade fungitóxica in vitro de extratos vegetais sobre o crescimento micelial de fungos fitopatogênicos

Autores

  • Reinaldo Bernardo
  • Kátia Regina Freitas Schwan-Estrada
  • José Renato Stangarlin
  • Juliana Santos Batista Oliveira
  • Maria Eugenia Souza Cruz
  • Renata Moreschi Mesquini

DOI:

https://doi.org/10.18188/sap.v14i2.9177

Palavras-chave:

Ocimum basilicum, Baccharis trimera, Cnicus benedictus, Alternaria alternata, plantas medicinais

Resumo


Plantas medicinais apresentam em sua composição princípios ativos derivados do metabolismo secundário que apresentam ação fungistática e/ou fúngitóxica no desenvolvimento de fungos fitopatogênicos. Este trabalho teve como objetivo estudar extratos aquosos das plantas medicinais Ocimum basilicum, Baccharis trimera e Cnicus benedictus no crescimento in vitro de fitopatógenos. O delineamento experimental inteiramente casualizado contou com três espécies medicinais, seis concentrações de cada extrato aquoso (1%, 5%, 10%, 15%, 20%, 25% e 50%), cinco fitopatógenos - Alternaria alternata, Colletotrichum graminicola, Phytophthora sp., Rhizoctonia solani e Sclerotinia rolfsii, cada um com quatro repetições. As variáveis analisadas foram inibição do crescimento micelial (ICM), crescimento micelial final (CMF) e área abaixo da curva do crescimento micelial (AACCM). Os extratos aquosos em diferentes concentrações apresentaram interações significativas para as variáveis analisadas, demonstrando potencial na inibição do crescimento destes fitopatógenos.

Downloads

Publicado

19-06-2015

Como Citar

BERNARDO, R.; SCHWAN-ESTRADA, K. R. F.; STANGARLIN, J. R.; OLIVEIRA, J. S. B.; CRUZ, M. E. S.; MESQUINI, R. M. Atividade fungitóxica in vitro de extratos vegetais sobre o crescimento micelial de fungos fitopatogênicos. Scientia Agraria Paranaensis, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 89–93, 2015. DOI: 10.18188/sap.v14i2.9177. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/scientiaagraria/article/view/9177. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos