PORTO ALEGRE E O PROBLEMA DAS “MATERIAS FECAES”: O SERVIÇO DE ASSEIO PÚBLICO E A CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA REDE DE ESGOTO NA CAPITAL DO RIO GRANDE DO SUL (1879-1912)

Autores

  • Fabiano Quadros Rückert

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i1.13551

Resumo


O objetivo deste texto consiste em abordar uma parte da história do saneamento na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Nesta cidade, o problema da coleta e descarte das “materias fecaes” ganhou importância na segunda metade do século XIX e nas primeiras décadas do século XX. Inicialmente, o problema foi atacado com o serviço de Asseio Público, criado em 1879, e posteriormente, com a construção da primeira rede de esgoto, concluída em 1912. O artigo explora o desenvolvimento do saneamento na capital sul rio-grandense e analisa o trabalho do poder público municipal na promoção da salubridade urbana, através do Asseio Público e da construção da primeira rede de esgoto. A posição dos médicos e engenheiros a respeito do saneamento também é contemplada pelo artigo que usa os documentos da Câmara Municipal de Vereadores, os Relatórios da Intendência e o jornal A Federação como fontes documentais para abordagem do tema.

Downloads

Publicado

11-07-2016

Como Citar

RÜCKERT, F. Q. PORTO ALEGRE E O PROBLEMA DAS “MATERIAS FECAES”: O SERVIÇO DE ASSEIO PÚBLICO E A CONSTRUÇÃO DA PRIMEIRA REDE DE ESGOTO NA CAPITAL DO RIO GRANDE DO SUL (1879-1912). Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 105–130, 2016. DOI: 10.36449/rth.v20i1.13551. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/13551. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático