ESPORTE, CIDADE, MODERNIDADE: IRONIAS CHAPLINIANAS

Autores

  • Victor Andrade Melo
  • Alexandre Fernandez Vaz

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v20i1.13794

Resumo


Cinema e esporte são fenômenos que se conformaram e têm trajetórias que se cruzaram no decorrer da segunda metade do século XIX e centúria seguinte. Neste estudo, pretendemos discutir representações sobre a modernidade em um desses profícuos encontros entre as duas linguagens, promovidos na obra de um dos maiores artistas do cinema mundial: Charles Chaplin. Trabalhamos com oito curtas produzidos entre 1914 e 1921. Sugerimos que nessas películas se entabula, por meio do humor e com impecável domínio cênico e dramatúrgico, uma crítica à modernidade, ironizando-se alguns de seus temas mais afeitos. Se o corpo de Carlitos é o veículo principal de sua abordagem, tais filmes mostram ainda a importância da prática esportiva como expressão da experiência moderna.

Downloads

Publicado

11-07-2016

Como Citar

MELO, V. A.; VAZ, A. F. ESPORTE, CIDADE, MODERNIDADE: IRONIAS CHAPLINIANAS. Tempos Históricos, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 366–387, 2016. DOI: 10.36449/rth.v20i1.13794. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/13794. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos