Trabalho e imigração: experiências a partir das narrativas de imigrantes haitianos no Oeste do Paraná

Autores

  • Joselene Ieda Santos Lopes Carvalho Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v24i1.25106

Palavras-chave:

Trabalho, Imigração, Haitianos, História Oral.

Resumo


Resumo: Neste texto busco discutir a presença de imigrantes haitianos na cidade de Cascavel no oeste do Paraná e suas experiências levando em consideração aspectos geracionais, ou seja, Jean que imigrou em 2012 e que possuía 54 anos quando foi entrevistado e Mike que imigrou em 2017 e possuía 22 anos. A partir das narrativas destacadas, pretendo identificar as seguintes especificidades: i) como a partir do processo de imigração vivenciado de maneira semelhante e o trabalho no frigorífico incidem para experiências contraditórias acerca da expectativa de vida; ii) como a presença de imigrantes haitianos modificaram o cenário da agroindústria da carne no oeste do Paraná, mas principalmente, destacar as pressões vividas por estes trabalhadores; iii) e por fim, como a partir da História Oral, as narrativas podem  ser compreendidas como um processo de consciência de classe destes trabalhadores que cotidianamente são relembrados da condição de imigrante em que estão sujeitos na sociedade. 

Biografia do Autor

Joselene Ieda Santos Lopes Carvalho, Unioeste

Doutoranda em História pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Vinculada à Linha de Pesquisa de Trabalho e Movimentos Sociais. O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de Financiamento 001. Email:joohieda@hotmail.com. ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-4210-2027

Referências

BAENINGER, Rosana; PERES, Roberta; FERNANDES, Duval; SILVA, Sidney; ASSIS, Gláucia; CASTRO, Maria da Consolação; COTINGUIBA, Marília (orgs). Imigração haitiana no Brasil. Jundiaí, Paco Editorial: 2016.

BOSI, Antonio.; VARUSSA, Rinaldo José. “Trabalhadores e trabalho no Oeste do Paraná”. In: Relatório técnico final. Fundação Araucária, Fevereiro de 2009.

CALEGARI, Jorge O. Codemò: escravos sem grilhões: vida operária ao redor da zona franca CODEVI em Ouanaminthe. Dissertação de Mestrado- Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, 2014.

COGGIOLA, Osvaldo: Haiti: terremoto, colonização e resistência. In: O olho da História, n.14, Salvador, junho de 2010.

JOSEPH, Handerson. A historicidade da (e)migração internacional haitiana. O Brasil como novo espaço imigratório. In: Périplos: Revista de Investigación sobre Migraciones. Volume 01- número 01-2017.

MARTINS, José Renato; SOUZA, Maria Adélia; ARAUJO, Danielle Michelle; ZOMICHANI JUNIOR, James. Diáspora haitiana: da utopia à realidade. Foz do Iguaçu- PR: Gráfica Grapel, 2014.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

SASKEN, Saskia. Expulsões: brutalidade e complexidade na economia global. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

SAYAD, Abdelmalek. A Imigração ou os Paradoxos da Alteridade. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1998.

SEGUY, Franck. A catástrofe de janeiro de 2010, a “internacional comunitária” e a recolonização do Haiti. Tese de Doutorado – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Campinas, SP: 2014.

THOMSON, Alistair. Histórias (co)movedoras: história oral e estudos de migração. Revista Brasileira de História. São Paulo, ANPUH/Humanitas/FAPESP nº44, vol. 22, 2002.

Downloads

Publicado

23-10-2020

Como Citar

CARVALHO, J. I. S. L. Trabalho e imigração: experiências a partir das narrativas de imigrantes haitianos no Oeste do Paraná. Tempos Históricos, [S. l.], v. 24, n. 1, p. 165–182, 2020. DOI: 10.36449/rth.v24i1.25106. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/25106. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático