Ciência e território em uma revista literária nos primeiros anos da República

Autores

  • Moema de Rezende Vergara

DOI:

https://doi.org/10.36449/rth.v13i2.4358

Palavras-chave:

história da ciência, imprensa e território

Resumo


Este artigo visa analisar como em um perÌodo de instabilidade política, como o início da República brasileira, a questão do território foi vista pelos cientistas e literatos. O ponto de contato entre aqueles intelectuais era a colaboração em um importante periódico da época, a Revista Brasileira. Os estudos dos periódicos cientÌfico-literários do final do século XIX nos abrem espaço para pensar na relação entre público e ciência. Muito provavelmente era através destas publicações que os leitores tomavam conhecimento das atividades dos cientistas e estas revistas também serviam para que a comunidade científica brasileira em formação soubesse das expectativas da sociedade. O tema do território nacional é privilegiado por permitir analisar como esta dupla determinação se articulava, um momento matricial do pensamento social brasileiro.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

VERGARA, M. de R. Ciência e território em uma revista literária nos primeiros anos da República. Tempos Históricos, [S. l.], v. 13, n. 2, p. p.119–137, 2000. DOI: 10.36449/rth.v13i2.4358. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/temposhistoricos/article/view/4358. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Ciências, Tecnologias, Sociedades