Estimativas Dos Emigrantes Internacionais Do Brasil Entre 1995 E 2000, Por Sexo, Idade E Unidades Da Federação, Através Do Método Das Razões Intercensitária De Sobrevivência (RIS) E De Procedimentos Iterativos

Ricardo Alexandrino Garcia

Resumo


os últimos censos demográficos brasileiros contêm um notável conjunto de dados sobre movimentos populacionais que, se adequadamente trabalhados, podem proporcionar estimativas sobre importantes aspectos dos fluxos migratórios. A geração de estimativas de fluxos migratórios internos e, mais recentemente, internacionais, através da combinação de técnicas diretas e indiretas, representa um desafio metodológico que vem sendo enfrentado por alguns demógrafos dedicados aos estudos de migração. O principal objetivo deste trabalho, portanto, é oferecer estimativas da emigração internacional de brasileiros por sexo, idade e Unidades da Federação, referentes à segunda metade da última década do século passado.


Palavras-chave


Migração internacional; técnicas indiretas de migração; Brasil

Texto completo:

PDF


INFORME GEPEC


e-ISSN: 1679-415X — ISSN: 1676-0670 (descontinuado em 2010)

Unioeste
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Toledo
Informe Gepec- PGDRA
Rua da Faculdade, 645
Jardim La Salle - Toledo - Paraná
85903-000

[
revista.gepec@gmail.com ]