Características morfogênicas de Brachiaria ruziziensis em sistemas de consórcio com milho

Kácia Carine Scheidt, Eduardo Eustáquio Mesquita, Newton Tavares Escocard de Oliveira, Carolina Aletéia Mecabô, Rafael Ricardo Lipsch, Deise Dalazen Castagnara, Eliseu Carlos Cristófori, Luiz Eduardo Giaretta

Resumo

Objetivou-se com este trabalho estudar o consórcio de milho com Brachiaria ruziziensis no que se refere às características morfogênicas da forrageira. O experimento foi conduzido em campo, no período de novembro de 2012 a abril de 2013, em área experimental da UNIOESTE, campus de Marechal Cândido Rondon, PR. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso em esquema fatorial 2x3, com três repetições. Os tratamentos foram compostos por dois espaçamentos (45 e 90 cm), conduzidos em três modalidades de cultivo (cultivo da B. ruziziensis exclusiva, cultivo do milho com B. ruziziensis na linha de semeadura e cultivo do milho com B. ruziziensis na entrelinha de semeadura). As características morfogênicas avaliadas foram: as taxas de aparecimento foliar, alongamento foliar, número de folhas vivas e duração de vida das folhas. A braquiária consorciada se mostrou mais produtiva que a braquiária exclusiva, quanto ao número de folhas vivas e duração de vida das folhas. A taxa de alongamento foliar da braquiária exclusiva foi maior no espaçamento de 90 cm. A braquiária em consórcio com o milho constitui-se uma boa alternativa a ser explorada pelos produtores rurais.

Palavras-chave

: competição, integração lavoura-pecuária, Zea mays L

Texto completo:

PDF