O MÉTODO DA ASSIMETRIA INFORMACIONAL PARA AVALIAÇÃO DO PRONAF NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO BARREIRO ENTRE 2008 A 2012

Autores

  • Adenauer Cesar Rockenmeyer
  • Edson Trajano Vieira

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v21i2.15481

Palavras-chave:

Planejamento e desenvolvimento regional. PRONAF. Assimetria informacional. São José do Barreiro.

Resumo


A assimetria informacional provoca desequilíbrios econômicos e, no caso do planejamento de uma política pública, deve-se ter como valor norteador, como parâmetro por ser a situação que representa o equilíbrio geral. A assimetria de informação afeta diretamente a eficiência e a eficácia de políticas públicas. O objeto de análise dessa dissertação é o fenômeno das distorções de informação nas relações socioeconômicas. O objetivo geral é aplicar o método desenvolvido para mensurar o fenômeno da assimetria informacional para verificar sua validade como método de quantificação de eficácia e eficiência de políticas institucionais, um estudo da concessão de crédito do PRONAF aos agricultores familiares em São José do Barreiro no período de 2008 a 2012. A pesquisa foi realizada via documental, bibliográfico e aplicação de questionário aos agricultores do município de São José do Barreiro. Foi realizada uma descrição do fenômeno estudado e avaliação de forma quantitativa e qualitativa de políticas públicas. O resultado da pesquisa apontou que a assimetria informacional impacta sobre o PRONAF e demonstrou que o método proposto pelo trabalho científico tem validade como instrumento de avaliação de políticas.    

Downloads

Publicado

26-02-2018

Como Citar

ROCKENMEYER, A. C.; VIEIRA, E. T. O MÉTODO DA ASSIMETRIA INFORMACIONAL PARA AVALIAÇÃO DO PRONAF NO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO BARREIRO ENTRE 2008 A 2012. Informe GEPEC, [S. l.], v. 21, n. 2, p. 63–81, 2018. DOI: 10.48075/igepec.v21i2.15481. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/15481. Acesso em: 18 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos