FATORES DE SUCESSO NO RELACIONAMENTO ENTRE COMPRADOR E FORNECEDOR NA INDÚSTRIA DE SEMENTES DE MILHO Success factors in the relationship between buyer and supplier in the corn seed industry

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v25i1.25130

Palavras-chave:

Interação. Relacionamento. Produção de sementes

Resumo


Este trabalho teve como objetivo analisar a interação dos fatores que caracterizam a relação entre agricultores responsáveis pela produção de sementes de milho (fornecedores) e a indústria de sementes (compradores). Quanto à natureza, esta pesquisa caracteriza-se como aplicada. Quanto aos objetivos, como descritiva. Quanto à forma de abordagem do problema, como qualitativa. Quanto aos procedimentos técnicos, documental. Os dados foram analisados mediante análise de conteúdo dos contratos de produção de sementes das principais multinacionais instaladas nosso país. Os resultados mostram que uma parceria bem-sucedida é altamente influenciada pela confiança, sendo fundamental para a qualidade do relacionamento, e que um relacionamento duradouro contribui para a adoção de práticas de gestão da qualidade. Ficou evidente a importância que a indústria confere ao atendimento às especificações e ao controle de qualidade nas operações agrícolas, e que os agricultores devem reconhecer e assumir sua parcela de responsabilidade pela qualidade.

Biografia do Autor

Jaciene Arantes Lopes, Universidade de Brasília

Mestre em Agronegócios pela Universidade de Brasília/UnB (2019). Especialista em Engenharia e Segurança do Trabalho pela Faculdade do Noroeste de Minas/FINOM (2015). Graduada em Engenharia de Produção pelo Centro Universitário do Triângulo/UNITRI (2013). Atualmente é professora na Faculdade do Noroeste de Minas nos cursos de Engenharia de Produção e Agronomia, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão da Qualidade, Engenharia de Métodos, Projeto do Produto, Planejamento e Controle da Produção e Agronegócio e Comercialização. No agronegócio, atua na prestação de serviços de assessoria e consultoria, abrangendo as seguintes áreas: Gestão Agrícola e Segurança e Saúde no Trabalho Rural.

José Márcio de Carvalho, Universidade de Brasília

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (1992), mestrado em Administração pela Universidade Federal de Lavras (1996) e doutorado em Administração pela University Of Reading (2003). Atualmente é professor adjunto da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Negócios Internacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: Agronegócio, negócios internacionais, operações e gestão de projetos.

Fabrício Oliveira Leitão, UnB (Universidade de Brasília)

Possui graduação em Administração, especialização em Gestão Educacional, mestrado em Agronegócios, e doutorado em Transportes. Atualmente é professor da Faculdade CNEC Unaí, titular das disciplinas de Teorias da Administração, Administração da Produção e Operações, Introdução à Engenharia de Produção, Desenvolvimento do Produto e Logística. Professor no UDF Centro Universitário de Brasília, lecionando as disciplinas de Gestão de Projetos, Análise e Melhoria de Processos, Arquitetura Organizacional e Gestão da Produção e Operações. Também é coordenador do curso de Engenharia de Produção da Faculdade CNEC Unaí, e supervisor da Revista CNEC com Ciência. Tem artigos publicados em Revistas Especializadas trabalhando com as linhas de pesquisa voltadas para a Gestão da Produção e Logística. É membro do grupo de pesquisa do GPIT/UnB (Grupo de Pesquisa sobre Planejamento e Gestão em Transportes) e do GECOMP/UnB (Grupo de Estudos sobre a Sustentabilidade e Competitividade do Agronegócio/UnB) onde lidera uma linha de pesquisa sobre Logística no Agronegócio. Foi consultor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no projeto Suinocultura de Baixa Emissão de Carbono em 2015 e 2016.

Referências

AJI, J. M. M. Exploring Farmer-Supplier Relationships in the East Java Seed Potato Market. Agriculture and Agricultural Science Procedia, v. 9, p. 83–94, 2016.

AMBROSE, E., MARSHALL, D., LYNCH, D. Buyer supplier perspectives on supply chain relationships. International Journal of Operations & Production Management, v. 30, n. 12, p. 1269–1290, 2010.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SEMENTES E MUDAS - ABRASEM. Anuário 2016. Disponível em < http://www.abrasem.com.br/anuarios/>. Acesso em: 29 mar. 2020.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BENTON, W. C., MALONI, M. The influence of power driven buyer/seller relationships on supply chain satisfaction. Journal of Operations Management, v. 23, n. 1, p. 1–22, 2005.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Controle da Produção de Sementes e Mudas. Março/2018. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2018.

CARVALHO, N. M., NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. Campinas: Fundação Cargill, 2000.

CHAE, S., CHOI, T. Y., HUR, D. Buyer power and supplier relationship commitment: a cognitive evaluation theory perspective. Journal of Supply Chain Management, v. 53, n. 2, p. 39–60, 2017.

CROSBY, L. A., EVANS, K. R., COWLES, D. Relationship Quality in Services Selling: An Interpersonal Influence Perspective. Journal of Marketing, v. 54, n. 3, p. 68, 1990.

DUDIN, M. N., SMIRNOVA, O. O., VYSOTSKYA, N. V., FROLOVA, E. E., VIKOVA, N. G. The deming cycle (PDCA) concept as an efficient tool for continuous quality improvement in the agribusiness. Asian Social Science, v. 11, n. 1, p. 239–246, 2015.

EATON, C., SHEPHERD, A. W. Contract Farming: Partnerships for Growth. Roma: FAO - Agricultural Services Bulletin, 2001.

FYNES, B., VOSS, C. The moderating effect of buyer-supllier relationships on quality practices and performance. International Journal of Operations & Production Management, v. 22, n. 6, p. 589–613, 2002.

GANESAN, S. Determinants of Long-Term in Buyer-Seller Orientation Relationships. Journal of Marketing, v. 58, n. 2, p. 1–19, 1994.

MARTIN, T. N., TOMAZELLA, A. L., CÍCERO, S. M., NETO, D. D., FAVARIN, J. L., VIEIRA JÚNIOR, P. A. Questões relevantes na produção de sementes de milho - primeira parte. Revista da Faculdade de Zootecnica, Veterinária e Agronomia, v. 14, n. 1, p. 119–138, 2007.

NYAGA, G. N., WHIPPLE, J. M., LYNCH, D. F. Examining supply chain relationships: Do buyer and supplier perspectives on collaborative relationships differ? Journal of Operations Management, v. 28, n. 2, p. 101–114, 2010.

TAN, K. C., HANDFIEL, R. B., KRAUSE, D. R. Enhancing the firm’s performance through quality and supply base management: An empirical study. International Journal of Production Research, v. 36, n. 10, p. 2813–2837, 1998.

TSANOS, C. S., ZOGRAFOS, K. G. The effects of behavioural supply chain relationship antecedents on integration and performance. Supply Chain Management: An International Journal, v. 21, n. 6, p. 678–693, 2016.

ULUSKAN, M., JOINES, J., GODFREY, A. B. Comprehensive insight into supplier quality and the impact of quality strategies of suppliers on outsourcing decisions. Supply Chain Management: An International Journal, v. 21, n. 1, p. 92–102, 2016.

WANG, C. L., SHI, Y., BARNES, B. R. The role of satisfaction, trust and contractual obligation on long-term orientation. Journal of Business Research, v. 68, n. 3, p. 473–479, 2015.

YOO, S. H., CHEONG, T. Quality improvement incentive strategies in a supply chain. Transportation Research Part E: Logistics and Transportation Review, v. 114, n. 1, p. 331–342, 2018.

YU, Y., HUO, B. Supply chain quality integration: relational antecedents and operational consequences. Supply Chain Management: An International Journal, v. 23, n. 3, p. 188–206, 2018.

ZIGGER, G. W., TRIENEKENS, J. Quality assurance in food and agribusiness supply chains: developing successful partnerships. International Journal of Production Economics, v. 60, p. 271–279, 1999.

Downloads

Publicado

07-01-2021

Como Citar

LOPES, J. A.; DE CARVALHO, J. M.; LEITÃO, F. O. FATORES DE SUCESSO NO RELACIONAMENTO ENTRE COMPRADOR E FORNECEDOR NA INDÚSTRIA DE SEMENTES DE MILHO Success factors in the relationship between buyer and supplier in the corn seed industry. Informe GEPEC, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 46–64, 2021. DOI: 10.48075/igepec.v25i1.25130. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/25130. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos