A demanda habitacional demográfica brasileira de 2001 a 2011

Autores

  • José Eustáquio Diniz Alves
  • Suzana Marta Cavenaghi

DOI:

https://doi.org/10.48075/igepec.v18i1.9371

Palavras-chave:

Demanda habitacional, demanda demográfica, família, domicílios

Resumo


O presente texto tem objetivo duplo: 1) fundamentar teoricamente uma metodologia e apresentar os resultados para calculo da demanda habitacional no Brasil (a partir do componente família), podendo ser aplicada tanto em nível nacional, regional, estadual, municipal, como para a análise intramunicipal, ou seja, em nível de setor censitário; 2) apresentar os resultados do cálculo da demanda habitacional para o país, utilizando os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). A base da metodologia e do cálculo leva em consideração a taxa de chefia (% de chefes de domicílio em relação à população de cada grupo etário), a idade média ao casar e o ciclo de vida das pessoas e das famílias. Com o processo de transição demográfica e transição da estrutura etária o Brasil tem avançado no envelhecimento populacional. Com isto a demanda habitacional é muito afetada pela dinâmica demográfica e possui impactos regionais significativos.

Downloads

Publicado

09-07-2014

Como Citar

DINIZ ALVES, J. E.; CAVENAGHI, S. M. A demanda habitacional demográfica brasileira de 2001 a 2011. Informe GEPEC, [S. l.], v. 18, n. 1, p. 138–155, 2014. DOI: 10.48075/igepec.v18i1.9371. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/gepec/article/view/9371. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos