Linguagens e Poéticas Contemporâneas Interculturais

25-11-2021
O dossiê pretende reunir trabalhos que abordem questões relativas às linguagens, ao ensino de línguas e literatura e às demais manifestações artísticas sob o viés intercultural. Entendemos a interculturalidade tal qual Vieira (2001, p. 121), para quem A opção pela intercultura exige uma reflexão sobre a formação da nossa identidade, que se constrói a partir do contato com o outro. Esse se torna elemento constitutivo da nossa própria identidade. Necessitamos, portanto, do reconhecimento. E o reconhecimento da multiplicidade cultural tem de refletir-se, na dimensão política, em acesso à plena cidadania para todos os sujeitos. Corrobora nossa perspectiva e, consequentemente a de Vieira, as palavras de Morgado e Pires sobre a educação intercultural: Não só as experiências são profundamente individualizadas, mas o que é importante para a educação intercultural é acompanhar as suas leituras de modo que elas se interroguem sobre o que lhes parece óbvio; que aceitem o que lhes parece estranho ou surpreendente de forma a integrá-los com o que pensam saber; e que não resistam ao incompreensível abrindo-se à sua compreensão. Quando a incompreensão gera sentimentos de estranheza, de não pertença a um mundo, que não existem discursos prontos para classificar e comentar uma experiência social, abrem-se possibilidades novas de representação e compreensão. (2010, p. 97). Cremos que essas novas possibilidades de representação e compreensão possam se dar por meio da literatura, da linguística, das línguas e do ensino, em suas diversas ramificações, assim como pela pintura, pela escultura, pela dança, pela música, pelo teatro, pelo cinema, pela tv, pelas mídias digitais e por outras manifestações artísticas contemporâneas pensadas como produções interculturais. Priorizam-se os discursos, produções artísticas e/ou linguísticas inerentes às diversas culturas, épocas, condições de realização e de ensino, bem como as relações aparentemente disjuntivas que potencialmente aproximam produções e discursos presumivelmente díspares.   MORGADO, Margarida.; PIRES, Maria Natividade. Educação intercultural e literatura infantil: vivemos num mundo sem esconderijos. Lisboa: Edições Colibri, 2010. VIEIRA, Rosângela Steffen. Desafios à Educação Intercultural no Brasil. In: FLEURI, Reinaldo (Org.). Intercultura: estudos emergentes. Ijuí: Ed. Unijuí, 2001. Prazo final de Envio: 31/03/2022 Dílson César Devides – UFMT/CUA - Michelle Mittelstedt – IFMT/Primavera do Leste - Organizadores