HISTÓRIA, ACONTECIMENTO E LÍNGUA: UM OLHAR PARA OS MOVIMENTOS SOCIAIS

Autores

  • Luciana Vedovato Universidade Estadual do Oeste do Paraná -Foz do Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.48075/ri.v22i1.25164

Palavras-chave:

Língua, História, MST

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo discutir algumas questões fundamentais para aAnálise de Discurso: a história, o acontecimento e a língua. Como objeto de análise tomamos um movimento social de luta pela terra o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra – MST, olhando para o modo como a história organiza alguns dizeres – como a ocupação da terra, por exemplo, e como esses dizeres se desdobram em materialidades como a língua. Partindo dessa reflexão, tomamos o MST como um acontecimento que rompe com a ordem da história e passa a descrever, registras e simbolizar suas materialidades a partir de uma posição contraditória, a partir da classe dos trabalhadores. Assim, a compreensão de língua, em uma escola do MST, não é sempre coincidente com a concepção de língua cristalizada e sedimentada que vemos de forma determinantes em  outros espaços escolares.

Biografia do Autor

Luciana Vedovato, Universidade Estadual do Oeste do Paraná -Foz do Iguaçu

Professora do curso de Letras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná/Foz do Iguaçu e do Programa dePós-Graduação Sociedade, Culturas e Fronteiras da mesma instituição.

Downloads

Publicado

05-06-2020

Como Citar

VEDOVATO, L. HISTÓRIA, ACONTECIMENTO E LÍNGUA: UM OLHAR PARA OS MOVIMENTOS SOCIAIS. Ideação, [S. l.], v. 22, n. 1, p. 153–176, 2020. DOI: 10.48075/ri.v22i1.25164. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/ideacao/article/view/25164. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos