A INFLUÊNCIA DA ORALIDADE NA AQUISIÇÃO DA ESCRITA DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS

Autores

  • Lidiane de Morais Diógenes Bezerra
  • Maria Jackeline Rocha Bessa
  • Maria Dayane de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.48075/ri.v14i2.6911

Palavras-chave:

Letras, Linguística, Psicolinguística.

Resumo


No momento em que a criança inicia o processo de aquisição da escrita é bem provável que ela escreva como fala, ou que apresente influências da fala em sua escrita. Partindo desse pressuposto, neste trabalho, objetivamos investigar a influência da oralidade no processo de aquisição da escrita de alunos do Ensino Fundamental de nove anos. Para isso, tomamos como referencial teórico autores que trazem discussões pertinentes sobre o assunto, como: Del Ré (2006); Capistrano (2007) e Marcuschi (2008, 2010). O corpus do trabalho é constituído por um total de 06 (seis) textos de alunos do 6º ano, de uma escola pública da cidade de Pau dos Ferros-RN. A partir da análise desses textos, procuramos verificar a ocorrência de marcas da oralidade na escrita desses alunos. De acordo com os resultados, as crianças mostram que selecionam ideias e que conseguem transmitir uma mensagem, embora não consigam estabelecer um modelo de texto escrito e discorrer sobre determinado tema com fluência e domínio da escrita, sem precisar recorrer frequentemente ao banco de dados de sua linguagem oral usual. Esses resultados vêm confirmar, conforme os estudos apontam, que a criança em fase de aquisição da escrita tende a escrever como fala.

Downloads

Publicado

14-03-2013

Como Citar

BEZERRA, L. de M. D.; BESSA, M. J. R.; OLIVEIRA, M. D. de. A INFLUÊNCIA DA ORALIDADE NA AQUISIÇÃO DA ESCRITA DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS. Ideação, [S. l.], v. 14, n. 2, p. 199–214, 2013. DOI: 10.48075/ri.v14i2.6911. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/ideacao/article/view/6911. Acesso em: 9 dez. 2021.