CULTIVO DE PEIXES EM BIOSSITEMA INTEGRADO

Autores

  • César Ademar Hermes
  • Alexandre Akira Takamatsu
  • Marlon Seefeld

Palavras-chave:

aqüicultura, qualidade de água, produtividade.

Resumo


O policultivo é praticado na China há mais de mil anos, e estendeu-
se gradativamente para outras regiões no mundo onde o policultivo é o
ato de criar diferentes espécies num mesmo viveiro. O experimento apresentado
neste artigo foi conduzido em um viveiro, que possui uma área de
3.000 metros quadrados, fertilizado com 300 L dia-1 de biofertilizante oriundo
de um biodigestor. Neste viveiro foram instalados dois tanques rede, com 6
metros cúbicos de volume cada. O viveiro foi povoado com alevinos de carpas
chinesas e curimbatá e os tanques rede com alevinos de tilápia do Nilo.
Foram monitorados a temperatura do ar, a temperatura da água de superfície
e do fundo do viveiro, o pH e a transparência, sendo que estes parâmetros
foram monitorados três vezes ao dia. A amônia total era monitorada uma vez
a cada três dias. Foram produzidos 1.454 kg de peixes em 3.000 m2, obtendo
uma produtividade de 4.846,9 kg ha-1. Nas condições em que foi realizado o
presente trabalho, os resultados obtidos permitiram concluir que os peixes
utilizados apresentaram desempenho zootécnico satisfatório, em relação aos
parâmetros analisados.

Downloads

Publicado

10-11-2009

Como Citar

HERMES, C. A.; TAKAMATSU, A. A.; SEEFELD, M. CULTIVO DE PEIXES EM BIOSSITEMA INTEGRADO. Varia Scientia, [S. l.], v. 7, n. 13, p. p. 11–24, 2009. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/variascientia/article/view/2521. Acesso em: 17 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios