CURTIMENTO ECOLÓGICO DE PELES DE ANIMAIS PARA AGREGAÇÃO DE VALOR ATRAVÉS DA CONFECÇÃO DE ARTESANATO

Autores

  • Marcia Luzia Ferrarezi Maluf
  • Cleonice Cristina Hilbig

Palavras-chave:

couro, renda familiar, taninos vegetais.

Resumo


O presente estudo pretende propor uma atividade de diversificação de renda através da agregação de valor utilizando a pele de pequenos animais, um subproduto que atualmente é descartado na região e que gera grande impacto ambiental, passando assim de um resíduo para uma fonte de renda. Uma alternativa é o processo de curtimento ecológico da pele com emprego do tanino (extrato vegetal) como curtente, transformando-se em um couro que possui alta qualidade, resistência, inimitável e apresenta um grande apelo comercial. A utilização do couro pode ser empregada para a confecção de bolsas, vestuários, calçados, biojóias e acessórios. O processo empregado é de fácil preparo, barato e visa beneficiar comunidades do Cantuquiriguaçu que apresentam uma economia pouca expressiva, representada principalmente pela atividade de agricultura familiar e pequenas associações. Portanto seria uma maneira de melhorar a renda da comunidade.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

FERRAREZI MALUF, M. L.; HILBIG, C. C. CURTIMENTO ECOLÓGICO DE PELES DE ANIMAIS PARA AGREGAÇÃO DE VALOR ATRAVÉS DA CONFECÇÃO DE ARTESANATO. Varia Scientia, [S. l.], v. 9, n. 15, p. p.75–79, 2000. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/variascientia/article/view/3923. Acesso em: 29 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos e Ensaios