EDUCAÇÃO PROFISSIONAL EM SAÚDE: CONTRADIÇÕES E DESAFIOS DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DOS TRABALHADORES DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS

Maria Alcina Gomes de Sousa Monteiro, Fabiane Santana Previtali

Resumo


Este estudo tem como foco o campo da Educação profissional em Saúde no atual contexto econômico, político e social em que se apresentam projetos educativos, que sob a lógica do capital, são voltados meramente para a adaptação dos trabalhadores às necessidades capitalistas e outros que apontam para a construção de sujeitos críticos capazes de compreender os fundamentos e as contradições do processo produtivo capitalista e de questionar as formas de exploração a que são submetidos. Nesse contexto, as políticas de formação profissional dos trabalhadores de nível médio e técnico para o Sistema Único de Saúde – SUS, têm se constituído em um campo de embates entre diferentes concepções de saúde, trabalho, e educação, que dizem respeito tanto à disposição em proporcionar uma formação ampla e rica, como seguir às determinações das políticas de educação profissional que historicamente tem reforçado as relações capitalistas.


Palavras-chave


Política de Saúde - Educação profissional - Escola Técnica do Sistema Único de Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.48075/ri.v14i1.6064

Direitos autorais 2012 Direitos partilhados conforme licença CC BY-NC-SA 4.0

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

REVISTA IDEAÇÃO

____________________________________________________________________________________________________________

e-ISSN: 1982-3010 — ISSN: 1518-6911

Unioeste

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Campus de Foz do Iguaçu

Centro de Educação e Letras

Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil

[ ideacao@yahoo.com.br ]