A CONSTRUÇÃO IDEOLÓGICA DO SUJEITO COLETIVO NOS RELATOS DE DEPENDENTES QUÍMICOS

Karina Aragão Siqueira

Resumo

Neste trabalho, analisamos os relatos de dependentes químicos encontrados no site da clínica de tratamento CTVIVA, a partir da perspectiva da Análise do Discurso. Foi possível encontrar características em comum que os integram em uma posição ideológica que caracteriza a opinião do grupo de dependentes químicos cujos relatos dizem respeito à situação vivida. Também foi identificado um sujeito coletivo a partir dos relatos feitos por dependentes químicos internados na reportada clínica cujo site www.ctviva.com.br disponibiliza os dez relatos que constituem o corpus desta pesquisa.  Analisamos a construção do processo ideológico que indica a posição de um grupo social a respeito da situação vivida a partir de três categorias criadas por Lefèvre (2005): (i) as expressões-chave, trechos dos depoimentos que facilitam a identificação das (ii) ideias-chave que, por sua vez, são demonstradoras dos sentidos de cada discurso analisado e a (iii) ancoragem que se resume na manifestação de uma ideologia que se destaca no discurso. A articulação das três categorias mencionadas nos possibilita à identificação dos participantes em uma categoria de situação vivida específica, segundo a proposta de categoria de situação vivida de Bertaux (2010). Os resultados indicam que há dois critérios que estabelecem uma relação de poder sobre os dependentes: a família e um bom tratamento clínico. A família destacando o seu apoio ao paciente e o bom tratamento como fator fundamental para o resultado positivo da recuperação do paciente. A construção de um sujeito coletivo evidenciou, portanto, a ideologia da clínica e do seu tratamento.

Palavras-chave

Discurso. Relatos. Sujeito Coletivo

Texto completo:

PDF