O Artigo De Opinião Como Redação De Vestibular: Um Olhar Sobre A Construção Composicional Do Gênero

Autores

  • Marilúcia Santos Domingos Striquer Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
  • Eliana Merlin Deganutti de Barros Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Palavras-chave:

gênero discursivo/textual, ensino, redação de vestibular.

Resumo


Este artigo aborda o conceito de construção composicional de Bakhtin (2016) por um viés dialógico, a partir da perspectiva dos gêneros discursivos/textuais (BAKHTIN, 2016; BRONCKART, 2009), trazendo para o bojo da discussão o gênero “artigo de opinião como redação de vestibular”. O objetivo é mostrar como o conceito bakhtiniano de construção composicional extrapola a mera estrutura textual, esta comumente abordada, no ensino das redações, pelas tradicionais partes “introdução, desenvolvimento e conclusão”. Sem desprezar essa estrutura padrão dos textos em geral, este texto ressalta a importância de se pensar a composição “relativamente estável” do gênero a partir, primeiramente, da sua situacionalidade comunicativa. Neste trabalho, o artigo de opinião como redação de vestibular é tomado como um gênero discursivo/textual que funciona sob a dialética de dois contextos de produção: um virtual, relacionado ao gênero de referência social, inserido na esfera jornalística; outro real, relacionado ao contexto avaliativo do processo vestibular. Como base teórica, o texto apoia-se nos estudos de Bakhtin (2016) e Bronckart (2009) sobre gêneros discursivos/textuais, assim como de pesquisadores que tomam a redação de vestibular e o artigo de opinião como objeto de investigação. As análises empíricas tomam como corpus duas redações do vestibular 2018 da Universidade Estadual do Norte do Paraná avaliadas com as melhores notas (8,5), mas que não atingiram a pontuação máxima (10,0). Os resultados apontam a necessidade de a escola trabalhar simulados em que se traga à tona a dubiedade contextual da escrita de artigos de opinião como redação de vestibular.

Biografia do Autor

Marilúcia Santos Domingos Striquer, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Professora adjunta da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Doutora em Estudos da Linguagem.

Eliana Merlin Deganutti de Barros, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Professora adjunta da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Doutora em Estudos da Linguagem

Referências

BALTAR, Marcos. O conceito de tipos de discurso e sua relação com outros conceitos do ISD. In: GUIMARÃES, Ana Maria; MACHADO, Anna Rachel; COUTINHO, Antonia (org.). O interacionismo sociodiscursivo: questões epistemológicas e metodológicas. Campinas/SP: Mercado de Letras, 2007, p. 145-160.

BAKHTIN, Michail. Os gêneros do discurso. Organização e tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016.

BAKHTIN, Michail/VOLOCHINOV, Valentín N. Marxismo e filosofia da linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira16. ed. São Paulo: Hucitec, 2014.

BRASIL. Diretoria de Avaliação da Educação Básica – DAEB. Cartilha do participante: redação do ENEM 2017. Brasília: MEC, DAEB, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC; SEB, 2018.

BRONCKART, Jean Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. Trad. Anna Rachel Machado e Péricles Cunha. 2.ed. São Paulo: EDUC, 2009.

BUCKTA, Marta Aline; STRIQUER, Marilúcia dos Santos Domingos Striquer. O artigo de opinião: materialização de novas práticas sociais de linguagem. In: REIS, Simone; EGIDO, Alex Alves (org.). Anais [do] I Congresso Internacional da Linguística Aplicada Crítica [livro eletrônico]: linguagem, ação e transformação. Londrina-PR: UEL, 2015, p. 1341-1354.

CANIZARES, Kathia Alexandra Lara; SANTOS, Thaís Cavalcanti dos; MANZONI, Rosa Maria. Modelização teórico-didática do gênero dissertação argumentativa adaptada ao vestibular da UNESP. Revista CBTecle, v.1, n.1. 2019, p. 154-174.

GARCIA, Othon. Comunicação em prosa moderna. 22. Ed. Rio de Janeiro:FGV, 2002.

GERALDI, João Wanderlei. Portos de passagem. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, Ângela et al. Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.

PLATÃO, Francisco; FIORIN, José Luiz. Para entender o texto: leitura e redação. 12. ed. São Paulo: Ática, 2001.

SILVA, Carla Catarina. Caracterização dos comandos de produção textual da prova de redação do vestibular da UEM. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Estadual de Maringá. Maringá, 2018.

STRIQUER, Marilúcia dos Santos Domingos; O método de análise de textos desenvolvido pelo Interacionismo Sociodiscursivo. Eutomia, Recife, n. 14, v. 1, dez. 2014, p.313-334.

STRIQUER, Marilúcia dos Santos Domingos.; FRANCO, Adenize Aparecida. Um projeto de letramento para o ensino médio: o ensino do artigo de opinião como redação de vestibular. In: BRITO, Luciana; SILVA, Fernando Moreno da; GABRIEL, Fábio Antonio (Orgs.). Pesquisas em linguagem: interfaces linguísticas, literárias e culturais. Rio de Janeiro: Multifoco, 2016, p. 79-104.

STRIQUER, Marilúcia dos Santos Domingos; BARROS, Eliana Merlin Deganutti de. Não posso fugir do tema! Mas o que é tema! O conteúdo temático na redação de vestibular. Revista Muitas Vozes, v. 8, n. 2, p. 179-195, 2019.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ - UENP. Edital n. 057/2017 GR-UENP. Publicação das disposições que regem o Processo Seletivo de Vestibular, público, próprio e unificado, para ingresso nos Cursos de Graduação da Universidade Estadual do Norte do Paraná – UENP. Jacarezinho: GR-UENP, 2017. Disponível em: https://vestibular.uenp.edu.br/2018/site/. Acesso em: 01 dez. 2018.

VIDON, Luciano Novais. Autoria em redações de vestibular: considerações a partir da perspectiva bakhtiniana. Estudos Linguísticos, v. 41, n. 2, 2012. p. 419-432. Disponível em

https://revistas.gel.org.br/estudos-linguisticos/article/download/1169/725. Acesso em 31 jan. 2019.

Downloads

Publicado

19-06-2020

Como Citar

STRIQUER, M. S. D.; DE BARROS, E. M. D. O Artigo De Opinião Como Redação De Vestibular: Um Olhar Sobre A Construção Composicional Do Gênero. Línguas & Letras, [S. l.], v. 21, n. 49, p. 4755.20200010, 2020. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/24608. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

DOSSIÊ: ESTUDOS DIALÓGICOS E INCURSÕES NA PRÁTICA DOCENTE