O PROBLEMA DA RECEPÇÃO EM SEMIOLINGUÍSTICA

Poliana Coeli Costa Arantes

Resumo

A teoria semiolinguística, sobretudo a divulgada por Patrick Charaudeau ao longo das últimas décadas, tenta resolver um problema de articulação entre as dimensões psicossociológicas dos sujeitos envolvidos no ato de linguagem e as dimensões propriamente linguísticas ou linguageiras que caracterizam esse ato. Essa busca tem sido marcada pelo desenvolvimento de ferramentas que passam a instrumentalizar um campo de estudos em AD, mas que ainda está muito focado no EU-enunciador e nas variáveis que o interpelam, fatores esses que se aproximam muito mais do teor funcional do uso da linguagem do que de uma perspectiva dialógica e discursiva no sentido atribuído por Bahktin (2000). A partir dos instrumentos de análise resultantes dessa tentativa de articulação, observa-se, que a dimensão discursiva de produção de sentido entre os sujeitos envolvidos no ato de comunicação fora pouco desenvolvida e explorada pela semiolinguística, já que os sujeitos envolvidos no ato de comunicação (Sujeito Comunicante e Sujeito Interpretante) seriam construções abstratas e possíveis de serem resgatadas por meio da recuperação de suas identidades, da finalidade do ato de comunicação e de práticas socialmente consolidadas, existentes a priori (CHARAUDEAU, 2008).Ao longo do presente artigo discutiremos os pontos frágeis dessa teoria para a investigação da recepção, focalizando a análise da produção de sentido em discurso midiático. 

Palavras-chave

Análise do Discurso – Teoria Semiolinguística - Recepção – Discurso Midiático

Texto completo:

PDF