RELAÇÕES DIALÓGICAS NO DISCURSO DA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA OITOCENTISTA: UM OLHAR SOB O PRISMA DA METALINGUÍSTICA BAKHTINIANA

Urbano Cavalcante Filho

Resumo


O presente artigo busca apresentar uma análise metalinguística de um dos aspectos da arquitetônica da divulgação científica brasileira do século XIX materializada nos enunciados concretos das Conferências Populares da Glória: a questão das relações dialógicas. Para isso, adota como aporte teórico-metodológico a análise/teoria dialógica do discurso proposta por Bakhtin, com o objetivo de mostrar como o enunciado de divulgação científica estabelece relações dialógico-semânticas com enunciados de outras esferas ideológicas, a exemplo dos enunciados científicos, filosóficos e religiosos em circulação no contexto sociodiscursivo do século XIX. 

Palavras-chave


Análise dialógica do discurso; Metalinguística; Relações dialógicas; Divulgação científica; Conferências Populares da Glória.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |