Sinalário Bilíngue das Instituições de Ensino Superior Na Escrita de Sinais/Língua Portuguesa

Edivaldo da Silva Costa, Daniele Miki Fujikawa Bózoli

Resumo


Esta pesquisa teve como intuito realizar um mapeamento lexicográfico de sinais-termo das instituições de ensino superior para registro em sinalário bilíngue (Língua Brasileira de Sinais/Língua Portuguesa). A metodologia adotada se embasou na pesquisa exploratória de caráter quantitativo, as fontes de pesquisa para consulta dos dados foram os vídeos interinstitucionais disponibilizados no YouTube, os sinais escritos em Libras na plataforma virtual do SignPuddle e os dados arquivados no grupo de WhatsApp, Glossário Nacional de Libras (GNL). Os resultados mostraram que com base nos dados coletados nesta pesquisa, das 298 instituições de ensino público (109 federais e 128 estaduais e 61 municipais) registradas pelo Censo da Educação Superior de 2018, foram identificadas 135 (69 federais, 41 estaduais e 47 municipais). Conclui-se que o mapeamento lexicográfico realizado de sinais-termo das IES para registro de um sinalário bilíngue (Língua Brasileira de Sinais/Língua Portuguesa) contribui como fonte de pesquisa para os profissionais bilíngues atuantes no Ensino Superior.

 

Esta pesquisa teve como intuito realizar um mapeamento lexicográfico de sinais-termo das instituições de ensino superior para registro em sinalário bilíngue (Língua Brasileira de Sinais/Língua Portuguesa). A metodologia adotada se embasou na pesquisa exploratória de caráter quantitativo, as fontes de pesquisa para consulta dos dados foram os vídeos interinstitucionais disponibilizados no YouTube, os sinais escritos em Libras na plataforma virtual do SignPuddle e os dados arquivados no grupo de WhatsApp, Glossário Nacional de Libras (GNL). Os resultados mostraram que com base nos dados coletados nesta pesquisa, das 298 instituições de ensino público (109 federais e 128 estaduais e 61 municipais) registradas pelo Censo da Educação Superior de 2018, foram identificadas 135 (69 federais, 41 estaduais e 47 municipais). Conclui-se que o mapeamento lexicográfico realizado de sinais-termo das IES para registro de um sinalário bilíngue (Língua Brasileira de Sinais/Língua Portuguesa) contribui como fonte de pesquisa para os profissionais bilíngues atuantes no Ensino Superior.

Palavras-chave


Instituições de Ensino Superior. Língua Brasileira de Sinais. Sistema SignWriting.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, Sinopse Estatística do Censo de Educação Superior de 2018. Brasília: Inep, 2018. Disponível em Acesso em 28 set 2019.

COSTA, E. S.; NASCIMENTO, L. R. S. Os dicionários virtuais e impressos da Língua Brasileira de Sinais. In:

FROMM, G. Obras lexicográficas e terminológicas: definições. Revista Factus, nº 2, 2004.

KRIEGER, M. G.; FINATTO, M. J. B. Introdução à terminologia: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2004.

NASCIMENTO, L. R. S.; COSTA, E. S. Glossário Nacional de Libras (GNL): uma TIC para o intercâmbio linguístico-cultural de usuários da Libras. In: 5º Congresso Nacional de Pesquisas em Tradução e Interpretação de Libras e Língua Portuguesa e I Congresso Nacional de Pesquisas em Linguística e Língua de Sinais e IV Encuentro de Sordos y Intérpretes de Lengua de Señas, UFSC: Florianópolis-SC, 2017.

SALVIANO, B. N. O uso do dicionário de língua como instrumento didático no ensino de Língua Portuguesa para alunos surdos: em busca de um bilinguismo funcional. Dissertação de Mestrado em Letras: Universidade Federal de Minas Gerais, 2014.




Direitos autorais 2020 Línguas & Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Línguas & Letras


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |