O CURSO DE PEDAGOGIA NA UFERSA EM ANGICOS/RN: UM INÉDITO-VIÁVEL FREIREANO

Autores

  • Francisco Canindé Silva Universidade do Estado do Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0002-5089-284X
  • Divoene Pereira Cruz Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Campus Angicos

DOI:

https://doi.org/10.48075/ri.v24i2.26622

Palavras-chave:

Pensamento freireano, Curso de Pedagogia, Formação de professores

Resumo


No ano em que marca o centenário de seu nascimento (2021), Paulo Reglus Neves Freire continua sendo entre educadores brasileiros e do mundo, uma das maiores forças do pensamento crítico-progressista, sem a ele reduzir-se. Sua pedagogia tem fundamentado inúmeros projetos, programas, trabalhos acadêmicos científicos, curso de formação de professores, licenciaturas e outras tantas práticas educativas. Essa afirmação é realçada nesse trabalho, cujo objetivo é evidenciar o Curso de Pedagogia da UFERSA – no município de Angicos/RN, enquanto um espaçotempo de formação freireana, como constatamos em seu Projeto Pedagógico de Curso (PPC) e no relato de uma professora do referido curso. Na cidade em que este pensador colocou em prática o projeto das 40 horas de alfabetização de jovens e adultos, cinquenta anos depois, seu pensamento novamente se encarnará, desta feita em uma proposta de formação inicial de pedagogos/professores, reinventando-se como inédito-viável.

Biografia do Autor

Francisco Canindé Silva, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Professor do Curso de Pedagogia, Departamento de Educação e no Programa de Pós-Graduação em Educação (POSEDUC) da UERN

Divoene Pereira Cruz, Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Campus Angicos

Professora do Curso de Pedagogia e outros cursos de Licenciatura no Campus da UFERSA em Angicos/RN

Downloads

Publicado

24-06-2021

Como Citar

SILVA, F. C.; CRUZ, D. P. O CURSO DE PEDAGOGIA NA UFERSA EM ANGICOS/RN: UM INÉDITO-VIÁVEL FREIREANO. Ideação, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 168–182, 2021. DOI: 10.48075/ri.v24i2.26622. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/ideacao/article/view/26622. Acesso em: 9 dez. 2021.