AS FICHAS DE CULTURA NO MÉTODO DE ALFABETIZAÇÃO DE PAULO FREIRE: IMAGEM, POLÍTICA E ESTÉTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.48075/ri.v24i2.26636

Palavras-chave:

Fichas de Cultura, Imagem, Criação

Resumo


O texto reflete sobre a concepção estética-política do processo educativo de Paulo Freire a partir da utilização das fichas de cultura no Método de Alfabetização de Adultos. As fichas apresentavam-se como elemento de codificação, expressivas de situações existenciais que predispunham um estímulo elaborador e coparticipante não só no processo de alfabetização, mas também na movimentação criadora da própria maneira do pensar. Temos como pressuposto pensar a utilização das fichas a partir de uma dinâmica no campo das imagens, que busca uma superação da dicotomia entre palavras e realidades – necessária superação expressa em Pedagogia do Oprimido – a partir da dimensão de um saber que é simultaneamente crítico e estético; como processo em contínua reelaboração, pelo qual a compreensão intelectiva se relaciona às experiências de vida dos sujeitos, também sensível e intuitiva, como modo de manter o vínculo entre as experiências e a compreensão, entre as palavras e as realidades. Para pensar o uso e implicações destas fichas no processo educativo de Paulo Freire, utilizamos o próprio pensamento do educador, assim como alguns de seus interlocutores, correlacionando também com autores no campo da imagem e da produção artística-cultural.

Biografia do Autor

Luciana Dilascio Neves, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEDUC-UFRRJ). Professora do Departamento de Artes- UFRRJ.

Aristóteles de Paula Berino, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Doutor em Educação. Professor do Departamento de Educação e Sociedade da UFRRJ e do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEDUC-UFRRJ)

Downloads

Publicado

24-06-2021

Como Citar

NEVES, L. D.; BERINO, A. de P. AS FICHAS DE CULTURA NO MÉTODO DE ALFABETIZAÇÃO DE PAULO FREIRE: IMAGEM, POLÍTICA E ESTÉTICA. Ideação, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 88–108, 2021. DOI: 10.48075/ri.v24i2.26636. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/ideacao/article/view/26636. Acesso em: 9 dez. 2021.