O FUNCIONAMENTO ARGUMENTATIVO E POLIFÔNICO DO TEXTO NARRATIVO

Autores

  • Cecília Ribeiro de Souza
  • Cristiane Dall Cortivo Lebler

Palavras-chave:

Blocos semânticos, Polifonia, Narração

Resumo


Neste artigo, propõe-se verificar como se dá o funcionamento argumentativo e polifônico do texto narrativo, a partir da análise do conto A moça tecelã de Marina Colasanti. Para tanto, baseia-se nos pressupostos da Teoria dos Blocos Semânticos e em conceitos da Teoria Polifônica da Enunciação, proposta por Ducrot (1984a, 1988). Defendem-se as hipóteses: a) a narrativa do conto A moça tecelã está determinada por acepções de “tempo”, enquanto elemento responsável por trazer e levar os acontecimentos; b) os textos narrativos são atravessados pela argumentação constitutiva do ponto de vista do enunciador, colocado em cena pelo locutor; c) o funcionamento argumentativo do conto mobiliza dois discursos sobre casamento. Como resultado, constatou-se que circulam nos textos narrativos discursos argumentativos que foram formalizados em encadeamentos elaborados a partir da análise semântica do conto A moça tecelã e por meio dos quais funcionam neste conto duas noções de tempo e dois discursos sobre casamento.

Downloads

Publicado

11-02-2015

Como Citar

SOUZA, C. R. de; LEBLER, C. D. C. O FUNCIONAMENTO ARGUMENTATIVO E POLIFÔNICO DO TEXTO NARRATIVO. Línguas & Letras, [S. l.], v. 15, n. 31, 2015. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/10577. Acesso em: 18 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos