MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS: REPRESENTAÇÕES DO FEMININO SOB INFLUÊNCIA DO MITO DE EVA

Autores

  • Alexsandra Loiola Sarmento

DOI:

https://doi.org/10.5935/rl&l.v9i17.2066

Palavras-chave:

Representações de gênero – Feminino - Mito de Eva

Resumo


O presente trabalho analisa a obra Memórias Póstumas de Brás
Cubas, de Machado de Assis, explorando as reações do masculino perante a altivez feminina, a partir do mito de Eva. A despeito da conotação negativa que faz o narrador dos caracteres femininos como inteligência e altivez, o aspecto de fracasso masculino não é anulado. O tipo fracassado que aparece na obra tem valor significativo, na medida em que faz emergir o outro: o feminino. Pois, as personagens femininas representadas, guardadas os limites de verossimilhança da época, não assumem o comando político e social, mas possuem a inteligência para defender seus próprios interesses e comandar o homem pela subjetividade. Assim, ao passo que o
narrador Brás Cubas acredita dominar a situação, ele passa a ser o iludido.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

SARMENTO, A. L. MEMÓRIAS PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS: REPRESENTAÇÕES DO FEMININO SOB INFLUÊNCIA DO MITO DE EVA. Línguas & Letras, [S. l.], v. 9, n. 17, p. p. 87–102, 2000. DOI: 10.5935/rl&l.v9i17.2066. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/2066. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Estudos Machadianos na Literatura Brasileira