CARNAVALIZAÇÃO EM MACHADO DE ASSIS: O CONTO ENTRE SANTOS

Autores

  • Ana Maria Abrahão dos Santos Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.5935/rl&l.v9i17.2075

Palavras-chave:

carnavalização – representação literária - Machado de Assis

Resumo


Este artigo apresenta uma breve reflexão teórica sobre a concepção de carnavalização da literatura - de acordo com a teoria bakhtiniana - segundo a qual, o carnaval - não sendo um fenômeno literário, mas um espetáculo ritualístico - pode ter seus conceitos transferidos, através de imagens sensoriais, para a literatura. Analisa o conto Entre santos (1996), de Machado de Assis, cujas características remetem a singularidades dos gêneros literários da Antigüidade clássica, como o sério-cômico, que está impregnado de uma profunda cosmovisão carnavalesca, fazendo com que o objeto elevado, no caso a Igreja católica, seja desmascarado, aterrissado, mostrando uma opção ideológica do autor.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

OLIVEIRA, A. M. A. dos S. CARNAVALIZAÇÃO EM MACHADO DE ASSIS: O CONTO ENTRE SANTOS. Línguas & Letras, [S. l.], v. 9, n. 17, p. p. 209–222, 2000. DOI: 10.5935/rl&l.v9i17.2075. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/2075. Acesso em: 29 jun. 2022.

Edição

Seção

Estudos Literários