PALAVRA E IDEOLOGIA: REFLEXÕES SOB A PERSPECTIVA BAKHTINIANA

Autores

  • Ruth Ceccon Barreiros

DOI:

https://doi.org/10.5935/rl&l.v10i18.2254

Palavras-chave:

Gênero editorial, Palavra, Ideologia, Universidade.

Resumo


Este estudo tem por objetivo analisar a palavra universidade dentro de um texto do gênero Editorial, predominantemente argumentativo, que tem como aporte o jornal, nesse caso, um jornal eletrônico. A temática e o contexto do texto em questão é o crime organizado. Utilizamo-nos do método sociológico de análise da linguagem proposto por Bakhtin. Primeiramente, apresentamos de forma ampla o aspecto teórico defendido pelo Círculo de Bakhtin (2002) e compartilhado por outros estudiosos, como Brait, Meurer e Souza. Dentre os textos teóricos consultados, temos a obra Estética da criação verbal (2000), que considera que a palavra é inserida pelos gêneros do discurso no ato de enunciação, isto é, “o que eu quero dizer deve ser dito, considerando-se os interlocutores e os contextos de circulação específicos”. Dessa forma, as palavras escolhidas para formar o ato discursivo organizam-se dentro de um determinado gênero, aquele que melhor atenda às necessidades do locutor. Isso só é possível porque estas já foram experimentadas por outros indivíduos em situações semelhantes. Desse modo, entende-se que qualquer manifestação discursiva decorre de um ato ou evento comunicacional situado social, histórica e culturalmente. O discurso apresenta marcas deste lócus na organização dos enunciados e na escolha do vocabulário empregado, pois o locutor espera respondibilidade do seu interlocutor. Logo, não se pode perceber inocentemente as manifestações discursivas orais ou escritas. É nesse sentido que se realizaram as reflexões acerca da palavra universidade, as quais mostraram que, ainda que ela não se distancie dos sentidos já conhecidos culturalmente, há outros contextos, atualizados ideologicamente, que ela figura.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

BARREIROS, R. C. PALAVRA E IDEOLOGIA: REFLEXÕES SOB A PERSPECTIVA BAKHTINIANA. Línguas & Letras, [S. l.], v. 10, n. 18, p. p. 129–146, 2000. DOI: 10.5935/rl&l.v10i18.2254. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/2254. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Estudos em Linguagem e Ensino