ALGUNS ASPECTOS DO ESTRANHO E DO SUBLIME NA POESIA GÓTICA

Autores

  • José Carlos Aissa

DOI:

https://doi.org/10.5935/rl&l.v10i18.2261

Palavras-chave:

Estranho, Sublime, Poesia gótica, Melancolia.

Resumo


O estranho e o sublime são o alvo de discussão deste trabalho. A beleza da poesia gótica tem essas duas faces e buscamos as teorizações de Sigmund Freud sobre o estranho (das Unheimliche) e de seu possível elo com o sublime tal como explanado por Vitor Hugo no Prefácio de Cromwell, em que disserta sobre o grotesco e o sublime. Vemos nessa ligação os fundamentos para compreender como os traços góticos na poesia de autores como Edgar Allan Poe, Alphonsus de Guimaraens, entre outros, podem corroborar no surgimento do sublime melancólico.

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

AISSA, J. C. ALGUNS ASPECTOS DO ESTRANHO E DO SUBLIME NA POESIA GÓTICA. Línguas & Letras, [S. l.], v. 10, n. 18, p. p. 213–226, 2000. DOI: 10.5935/rl&l.v10i18.2261. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/2261. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Percurso pelos Estudos do Texto Literário