DE VELHOS TRONCOS: TEMPO, CIDADE E SUBJETIVIDADE SOB AS PERSPECTIVAS DA ECOCRÍTICA E DA CRÍTICA PÓS-COLONIAL

Autores

  • Francisco Neto Pereira Pinto

Palavras-chave:

Tempo, Natureza, Ecocrítica, Crítica Pós-colonial

Resumo


Trata-se de uma análise da crônica Os velhos troncos, de Murilo Vilela, cujos objetivos são mostrar como nossas concepções de tempo implicam no modo como nos relacionamos com o ambiente físico natural e experienciamos nossa subjetividade. Para tanto, nossa leitura, que parte dos pontos de vista da Ecocrítica e da Crítica Pós-Colonial, busca compreender que noções de tempo e natureza são discursivizadas no artefato literário.


Downloads

Publicado

30-01-2014

Como Citar

PINTO, F. N. P. DE VELHOS TRONCOS: TEMPO, CIDADE E SUBJETIVIDADE SOB AS PERSPECTIVAS DA ECOCRÍTICA E DA CRÍTICA PÓS-COLONIAL. Línguas & Letras, [S. l.], v. 14, n. 27, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/7126. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Literários