FEIÇÕES DO POVO BRASILEIRO EM GOTA D’ÁGUA

Autores

  • Suéllen Rodrigues Ramos da Silva
  • Luiz Antonio Mousinho Magalhães

Palavras-chave:

Gota d’água, pobreza, personagem.

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar elementos da peça Gota d’água, escrita por Chico Buarque e Paulo Pontes a partir de roteiro televisivo de Oduvaldo Vianna Filho, baseado na tragédia Medéia, de Eurípedes. A obra preserva a trama central do texto grego, mas apresenta aspectos da realidade brasileira e forte conteúdo social, tratando de temáticas que se mantêm bastante atuais, como o direito à moradia, a situação de dependência da classe pobre, a busca pela subsistência e a manutenção do poder de ação e de decisão nas mãos daqueles que detêm o capital. No enredo, recriado no subúrbio carioca, surge a representação do pobre trabalhador brasileiro, sendo a pobreza abordada a partir de um perfil distinto daquele difundido por obras recentes da literatura nacional, nas quais se ressalta outra faceta das classes sociais mais baixas, vinculando-as à criminalidade e à violência, bem como da representação ainda mais comum, com ênfase na origem negra ou nordestina. Para fins de análise, norteamos nossas ponderações, sobretudo, por estudos de Antonio Candido (1970, 1989 e 2006) e Roberto Schwarz (1982 e 2000), articulando texto artístico e série social via categoria personagem, com caracterização, a priori, através das relações de trabalho. Nossa abordagem recai não sobre Joana, que representa Medéia, protagonista da tragédia grega, mas, especialmente, a partir de Egeu, personagem secundário na peça de Eurípedes, que, entretanto, exerce papel importante na versão moderna, sendo imprescindível no despertar de reflexões sobre a sociedade brasileira. Em contraponto, observamos o empresário Creonte Vasconcelos, que representa a força do capital, e Jasão de Oliveira, personagem dúbio, aquele que sofre mais transformações durante a trama, oscilando entre o universo miserável de sua origem e o poder econômico, ascendendo socialmente, tornando-se produto da indústria cultural e levando-nos a pensar sobre o aproveitamento dos mais capazes pelo sistema capitalista.

Downloads

Publicado

30-01-2014

Como Citar

RAMOS DA SILVA, S. R.; MOUSINHO MAGALHÃES, L. A. FEIÇÕES DO POVO BRASILEIRO EM GOTA D’ÁGUA. Línguas & Letras, [S. l.], v. 14, n. 27, 2014. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/8687. Acesso em: 8 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Literários