MEMÓRIAS E TRAJETÓRIAS: IMPLICAÇÕES NA CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE DO PROFISSIONAL DE LÍNGUAS

Cristiane Schmidt

Resumo

Os professores, enquanto profissionais, exercem um papel essencial no processo de mudança social. Para tanto, os processos de formação de professores vêm merecendo destaque no campo da pesquisa da Linguística Aplicada, com intuito de valorizar o trabalho do profissional de línguas. Nesse sentido, o presente trabalho procura investigar os saberes prévios de acadêmicos do Curso de Letras na UNIOESTE, sujeitos desse estudo, acerca da docência e da constituição identitária do professor. Ao mesmo tempo, discutem-se algumas implicações entre a trajetória escolar e a escolha profissional desses alunos, visto que se encontram na fase inicial do seu processo formativo. A metodologia adotada consiste numa abordagem qualitativa a partir de memoriais, procurando destacar as concepções e representações desses sujeitos acerca da constituição do professor. Dentre algumas características que se salientam nas narrativas em relação à identidade docente, estão a complexidade da docência, o gostar da profissão, assim como as práticas pedagógicas diversificadas e ‘transgressivas’.   

Palavras-chave

Construção da identidade do professor de línguas; Formação e prática pedagógica; Memórias e representações; Trajetória escolar

Texto completo:

PDF