A PRÁTICA DA PRODUÇÃO ORAL NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA E A CONSTITUIÇÃO DA IDENTIDADE PROFISSIONAL DOCENTE

Daiane da Silva Lourenço, Anaís Andrea Neis de Oliveira

Resumo

O presente trabalho tem como escopo a compreensão da identidade profissional de docentes de língua inglesa, a partir da busca por respostas à seguinte indagação: Como o domínio da fluência oral em língua inglesa influencia sua identidade profissional docente? A escolha do tema se deu durante a realização de um projeto de extensão com a oferta de um curso de educação continuada para professores que lecionam inglês como língua estrangeira. Para a realização do trabalho, foram levadas em consideração tanto as experiências e vivências compartilhadas durante as aulas, bem como os dados coletados por meio da aplicação de um questionário aberto ao final do curso. Com o auxílio da literatura contemporânea relevante pôde-se depreender que a identidade profissional docente está particularmente relacionada a dois fatores: a forma como o professor percebe a si mesmo, e também como os outros o veem. A respeito da identidade do professor de língua inglesa, os participantes da pesquisa afirmam que os profissionais da área não são valorizados e apontam a falta de fluência oral da maioria dos professores atuantes como fator chave na existência de uma má representação profissional. Os resultados demonstraram que, para eles, fluência oral é essencial. Enfatizam a necessidade de formação continuada voltada à prática da oralidade, dada a pouca oportunidade de uso da língua inglesa no cotidiano; afirmam que professores com pouca fluência oral evitam o uso da língua-alvo como forma de “ocultar sua deficiência na LE” e que professores com fluência oral “se sentem mais seguros e com autoestima”. Conclui-se, a partir da pesquisa, que a fluência oral é importante para a constituição da identidade profissional do professor de língua inglesa de forma positiva. Por outro lado, o fato de não ser fluente na língua inglesa contribui para a chamada “crise de identidade profissional do docente”.

Palavras-chave

Produção oral. Formação continuada. Identidade profissional docente.

Texto completo:

PDF