A FORMULAÇÃO "DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL" NO DISCURSO JORNALÍSTICO SINOPENSE

Neusa Inês Philippsen, Cristinne Leus Tomé

Resumo


Este artigo é um recorte das atividades desenvolvidas no Projeto de Pesquisa e Extensão “Tecer de uma discursividade na região norte mato-grossense da Amazônia Legal: contextos e possibilidades de desenvolvimento frente à sustentabilidade”. O objetivo da pesquisa é compreender a discursividade posta na região norte mato-grossense, inserida na Amazônia Legal, na formulação “desenvolvimento sustentável”, por meio dos pressupostos teóricos da Análise de Discurso de linha francesa. Neste recorte, analisam-se dois artigos veiculados na mídia impressa de Sinop, com o intuito de averiguar, no discurso jornalístico, como a temática “desenvolvimento sustentável” é apresentada nas marcas linguísticas enunciativas pelo enunciador-jornalista. Busca-se apreender os diferentes efeitos de sentido que aparecem nos diálogos no momento da produção e da circulação dos fatos trazidos pelos textos informativos que circulam nesse espaço discursivo. Dentre os resultados analíticos que se evidenciaram nas formulações, destacam-se deslocamentos, incompletudes e polêmicas entre os discursos ambientalistas e desenvolvimentistas, confrontados em um embate ideológico socioeconômico que se empreende, fundamentalmente, pelas organizações de trabalho e pelos sistemas políticos vigentes. 

Palavras-chave


Discurso Jornalístico; Desenvolvimento Sustentável; Sinop.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Revista Línguas & Letras

 


e-ISSN: 1981-4755 — ISSN: 1517-7238

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Campus de Cascavel
Programa de Pós-Graduação em Letras 

Rua Universitária, 2069 - Jardim Universitário
Cascavel – Paraná - CEP: 85819-110

| revistalinguaseletras@gmail.com |