REGIÃO, IDENTIDADE CULTURAL E REGIONALISMO: A CAMPANHA GAÚCHA FRENTE ÀS NOVAS DINÂMICAS ESPACIAIS E SEUS REFLEXOS NA RELAÇÃO CAMPO-CIDADE

Helena Brum Neto, Meri Lourdes Bezzi

Resumo

Ao se resgatar questões como região, identidade regional e regionalismo, na Campanha Gaúcha, observam-se que novas dinâmicas espaciais tem seus reflexos na relação campo-cidade. Pode-se dizer que, a tradicional área de pecuária rio-grandense, tem experimentado transformações no decorrer da evolução do seu espaço produtivo, vinculadas, sobretudo, às questões econômicas. Desde as primeiras estâncias, voltadas à criação de gado no oeste do Rio Grande do Sul, até a atualidade, destacam-se, temporalidades e espacialidades significativas para a definição política, econômica e cultural deste recorte espacial gaúcho. Nesse contexto, propuseram-se algumas reflexões acerca da questão regional implícita na Campanha gaúcha, enfocando aspectos essenciais do processo de reorganização do espaço produtivo local/regional e da identidade cultural na relação campo-cidade.

Palavras-chave

Região; Regionalismo; Relação Campo-Cidade.

Texto completo:

PDF