ESTRESSE, DOR E LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS EM PROFESSORES DE CASCAVEL – PR

Autores

  • Marcieli Schuster
  • Tania Maria Rechia Schroeder

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v12i24.14792

Palavras-chave:

profissão docente, adoecimento, afastamento do trabalho

Resumo


Esta pesquisa aborda o adoecimento de professores com o objetivo de identificar as doenças que têm causado seus afastamentos do trabalho na Rede Municipal de Educação de Cascavel, PR. Foram realizados levantamentos em atestados médicos cadastrados no ano de 2014 junto à Divisão de Medicina e Segurança do trabalho da Prefeitura Municipal de Cascavel para uma análise quanti-qualitativa, por meio da técnica de análise de conteúdo de Laurence Bardin (2011). A análise dos atestados cadastrados evidenciou que dos 394 atestados averiguados 96 % eram de professoras, a idade média foi de 41,83 anos e as doenças mais recorrentes foram Transtornos Mentais ou Emocionais (25,38%), Traumas e Contusões (22,84%) e Distúrbios Músculo Esqueléticos (13,95%).

Downloads

Publicado

02-12-2016

Como Citar

SCHUSTER, M.; RECHIA SCHROEDER, T. M. ESTRESSE, DOR E LESÕES MÚSCULO-ESQUELÉTICAS EM PROFESSORES DE CASCAVEL – PR. Educere et Educare, [S. l.], v. 12, n. 24, 2016. DOI: 10.17648/educare.v12i24.14792. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/14792. Acesso em: 26 jun. 2022.