SER / TORNAR-SE BILÍNGUE: O PAPEL DA FAMÍLIA E ESCOLA NA MANUTENÇÃO/DESENVOLVIMENTO DO BILINGUISMO INFANTIL

Autores

  • Daniele Blos Bolzan

Palavras-chave:

bilinguismo, aquisição, consciência linguística

Resumo


O artigo pretende fazer uma revisão bibliográfica acerca do bilinguismo, trazendo algumas definições da área, destacando principalmente a ideia de que esta definição está ligada a pergunta “Em que medida o indivíduo é bilíngue?”, ressaltando o modo de aquisição das línguas e o papel da família e da escola no desenvolvimento/manutenção do bilinguismo infantil. Consequentemente, atenção será dada às línguas do bilíngue e suas classificações em relação aos conceitos de Língua Materna e Segunda Língua a partir da discussão sobre os modos de aquisição. Por fim, o papel da educação e a necessidade do desenvolvimento da consciência linguística nos alunos serão discutidos, com o intuito de ressaltar a necessidade de formação de um indivíduo livre de preconceitos linguísticos e crítico em relação ao papel das línguas na sociedade.

Downloads

Publicado

11-02-2015

Como Citar

BLOS BOLZAN, D. SER / TORNAR-SE BILÍNGUE: O PAPEL DA FAMÍLIA E ESCOLA NA MANUTENÇÃO/DESENVOLVIMENTO DO BILINGUISMO INFANTIL. Línguas & Letras, [S. l.], v. 15, n. 31, 2015. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/10877. Acesso em: 9 ago. 2022.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos