A Intertextualidade Como Um Critério de Coerência/Coesão

Autores

  • José Olavo da Silva Garantizado Júnior
  • Mônica Magalhães Cavalcante

Palavras-chave:

Intertextualidade, Coerência/coesão, Fatores de textualidade,

Resumo


A presente pesquisa tem como objetivo analisar como a intertextualidade constitui-se como um critério definidor da coerência/coesão. Para isso, nossa base teórica será, sobre a visão de coerência/coesão, Cavalcante (2011) e Garantizado Júnior (2011), que propuseram as relações dos fenômenos intertextuais e a definição da coerência, sobre intertextualidade, Koch, Bentes e Cavalcante (2007), que propuseram uma visão mais ampla do fenômeno em análise. Metodologicamente, nossa pesquisa possui caráter documental, pois analisaremos textos já previamente divulgados em documentos oficiais e nas grandes mídias. Os resultados apontam que a intertextualidade stricto sensu, como defendem Koch, Bentes e Cavalcante (2007), é um dos fatores para a geração dos sentidos de um texto, configurando-se como um importante critério da abordagem conceitual da coerência/coesão.http://dx.doi.org/10.5935/1981-4755.20170029

Downloads

Publicado

29-12-2017

Como Citar

GARANTIZADO JÚNIOR, J. O. da S.; CAVALCANTE, M. M. A Intertextualidade Como Um Critério de Coerência/Coesão. Línguas & Letras, [S. l.], v. 18, n. 41, p. http://dx.doi.org/10.5935/1981–4755.20170029, 2017. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/14241. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos