QUALIDADE DO SONO DE UNIVERSITÁRIOS: ASSOCIAÇÃO COM O ESTADO NUTRICIONAL E HÁBITOS ALIMENTARES

Autores

  • Bianca Gonçalves Universidade Federal da Bahia
  • Vivian Francielle França Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.48075/aes.v5i1.28546

Resumo


O sono é um estado fisiológico, cíclico, determinante para a saúde. O objetivo deste estudo foi identificar a relação entre qualidade do sono, estado nutricional e frequência do consumo alimentar dos estudantes de graduação de uma universidade pública do sudoeste da Bahia. Para avaliação da qualidade do sono foi utilizado o Índice de Qualidade do sono de Pittsburgh. A avaliação do estado nutricional foi verificada pelo Índice de Massa Corporal (IMC) a partir de medidas auto referidas. A frequência do consumo de alimentos in natura/minimamente processados, processados e ultra processados foi investigada por meio de instrumento adaptado. Foram avaliados 122 estudantes, com idade média de 22,5 ± 4,03 anos, prevalecendo o sexo feminino. A maioria dos acadêmicos teve má qualidade do sono. Quanto ao estado nutricional, foram classificados, na maioria, como eutróficos. Em relação à frequência de consumo alimentar, o feijão e o arroz são consumidos regularmente pela maioria dos estudantes. Já a ingestão diária de frutas, legumes e verduras foi verificada em menos de 50% da amostra. Em contrapartida, observou-se alta frequência no consumo de processados e ultraprocessados. A qualidade do sono não foi associada ao estado nutricional e aos hábitos alimentares, apesar de outros estudos encontrarem essas relações.

Downloads

Publicado

20-12-2021

Como Citar

GONÇALVES, B.; FRANCIELLE FRANÇA, V. QUALIDADE DO SONO DE UNIVERSITÁRIOS: ASSOCIAÇÃO COM O ESTADO NUTRICIONAL E HÁBITOS ALIMENTARES. Acta Elit Salutis, [S. l.], v. 5, n. 1, 2021. DOI: 10.48075/aes.v5i1.28546. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/salutis/article/view/28546. Acesso em: 24 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais