SENTIDOS EMOCIONAIS E MORAIS DA AMIZADE: UMA ABORDAGEM A PARTIR DA ANTROPOLOGIA DAS EMOÇÕES

Raoni Borges Barbosa, Mauro Guilherme Pinheiro Koury

Resumo

Este artigo discute os sentidos emocionais e morais do fenômeno da amizade em contextos interacionias e societais da modernidade urbana a partir da perspectiva da Antropologia das Emoções. A amizade, desde uma leitura simmeliana e goffmaniana, e do social e da cultura, é problematizada como um microcosmo organizacional e como um enquadre vulnerabilizado de interações, projeções e expectativas emocionais e morais reciprocamente dirigidas e administradas no cotidiano de atores e agentes sociais que se dispõem à construção de um sistema diádico de confiança, sofrimento e prazer.

Palavras-chave

Simmel, Goffman, Antropologia das Emoções, amizade

Texto completo:

PDF