A RELIGIÃO E SUA RELAÇÃO COM A CONSTITUIÇÃO DE IDENTIDADES HOMOSSEXUAIS

Andréa Forgiarini Cecchin

Resumo

A partir de uma pesquisa que procurou verificar a relação entre as vivências em espaços educativos formais e informais e a constituição de identidades homossexuais de homens adultos (CECHIN, 2006), a religião surge como um elemento importante para análise deste fenômeno. Este estudo apoia-se teoricamente nas contribuições da Psicologia Social Crítica (CIAMPA, 2001; JACQUES, 1998) e nos estudos de Trevisan (2000), Green (2000), Nunan (2003; 2007) e Santos (1997). A abordagem metodológica utilizada foi a Análise Compreensiva de Base Fenomenológica (BERNARDES, 1989, CECHIN, 2006). Foram entrevistados oito sujeitos que se autodeclaravam homossexuais. A seleção dos mesmos se deu a partir da técnica snow ball sampling. Como ponto de partida para desenvolver o estudo, foram formuladas questões que focalizavam percepções e sentimentos desses homens adultos em relação a si próprios e aos outros, tendo em vista suas vivências nesses espaços educativos e, especialmente, suas experiências de discriminação e resistência. A religiosidade apresentou-se como uma das temáticas emergentes deste estudo: as igrejas e os cultos religiosos foram espaços educativos informais que se mostraram ricos para análise. Os sujeitos que tiveram uma rigorosa formação religiosa corroboraram a suposição de que homens homossexuais que cresceram em ambientes nos quais a religião tem presença marcante tendem a internalizar, mais intensamente, valores negativos em relação à sua orientação afetivo-sexual. A convivência, desde a infância, com representações implícitas e explícitas de oposição à homossexualidade, afeta a autoestima e a aceitação de si dessas pessoas torna-se conflituosa.

 

Palavras-chave

Homossexualidade; Religião; Identidade.

Texto completo:

PDF