A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL MÉDICO NO BRASIL

Maria Cecília Marins de Oliveira, Aline Maria Ristow, Ana Maria Cordeiro Vogt

Resumo

O objeto de estudo está centrado no desenvolvimento da formação do profissional médico, relacionado às correntes de pensamento dominantes e às pretensões que nortearam os contextos políticos, econômicos e sociais que, inclusive, possibilitaram o surgimento de cursos universitários, como a Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná, em 1912. As transformações científicas e tecnológicas influenciaram a formação e o trabalho médico, considerando a relação médico-paciente. A revisão de literatura permitiu o conhecimento e as reflexões sobre a evolução técnico-científica desta formação e as mudanças nas linhas de pensamento com vistas à formação médica e suas repercussões na sociedade. Novas concepções nortearam os cursos para o atendimento a uma população frente a um sistema de saúde público pouco satisfatório que exige, contraditoriamente, qualificações que, na prática, não correspondem às inadequadas condições de trabalho.

Palavras-chave

Formação; Profissional médico; Cursos universitários; Trabalho médico.

Texto completo:

PDF