FORMALISMO RUSSO E FENOMENOLOGIA ESTÉTICA FRANCESA: O POÉTICO NO POETA

Autores

  • Eduardo Portanova Barros; Déa Portanova Barros

DOI:

https://doi.org/10.17648/educare.v9i0.10807

Resumo


Este artigo trata da questão poética entre os formalistas russos, a partir de uma leitura de e sobre Chklovski, e a fenomenologia estética francesa em Dufrenne e Bachelard, que analisam a poética enquanto subjetividade do ser. O que pode parecer uma contradição evoca, na verdade, a ambiguidade do termo “imagem”, cujo significado remete tanto para o que é característico de imitação quanto para aquilo que nos remete à ideia que se tem de algo, conjugando duas polaridades que se atraem, as vertentes russa e francesa.  

Downloads

Publicado

01-01-2000

Como Citar

DÉA PORTANOVA BARROS, E. P. B. FORMALISMO RUSSO E FENOMENOLOGIA ESTÉTICA FRANCESA: O POÉTICO NO POETA. Educere et Educare, [S. l.], v. 9, 2000. DOI: 10.17648/educare.v9i0.10807. Disponível em: https://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/view/10807. Acesso em: 27 nov. 2021.